Como se deu a formação do ouro no universo?

É sabido que o ouro é um metal precioso que, há muitos séculos, conquistou a humanidade por causa de suas características singulares, como alta maleabilidade, boa condutividade elétrica e resistência à corrosão, além de beleza singular, é claro. Apesar de, neste sentido, ele ser bem popular, pouca gente entende como se dá a formação do ouro, de onde ele vem e como é feita a descoberta de jazidas.

fomação do ouro no universo

Quer aprender essas informações de maneira rápida e prática para ficar por dentro de mais informações sobre esse material, que pode ser uma ótima fonte de investimento? Continue com a leitura e confira!

De onde vem o ouro?

Assim como outros metais, o ouro surgiu a partir de uma fusão nuclear. Acredita-se que, há bilhões de anos, elementos complexos como ele resultaram da combinação de elementos mais simples a altas temperaturas, como o hélio e o hidrogênio.

Isso ocorreu durante a formação do Sistema Solar. No planeta Terra, o ouro apresentou-se como átomo presente em outros minerais. Na crosta terrestre, sua presença é pouco expressiva, mas ele também pode ser encontrado em jazidas, advindas de processos geológicos como erosões e vulcões.

Para se ter uma ideia, estima-se que, hoje, haja cerca de 1,3 gramas do material para cada mil toneladas de outros elementos na crosta terrestre. O valor pode ser considerado pequeno, mas chama a atenção por causa das características de nosso planeta. Por causa disso, outras teorias sobre de onde vem o ouro surgiram, a exemplo daquela que prega que o ouro vem do espaço.

Por que parte da comunidade científica defende que o ouro vem do espaço?

Uma das teorias sobre de onde vem o elemento é que ele chegou ao planeta Terra por meio de uma chuva de meteoritos. Esses meteoritos teriam uma quantidade expressiva de ouro, que teria preenchido a crosta.

A ideia surgiu a partir da observação das características do manto e da superfície da Lua, por meio de missões espaciais da década de 1970. A comparação fez crer que tanto o satélite natural quanto o planeta Terra foram atingidos pelos mesmos meteoritos, mas que aqui os elementos trazidos por eles teriam chegado ao manto.

Vale dizer, entretanto, que essa teoria não é aceita de maneira incontestável pela comunidade científica. Há aqueles que acreditam que o ouro sempre esteve presente no planeta.

Como são descobertas jazidas de ouro?

Já que a quantidade de ouro na superfície, a exemplo daqueles encontrados em leitos de rios, é menor, a maior parte da extração se dá nas jazidas. Mas você sabe como elas são descobertas?

Primeiramente, é necessário a ajuda de satélites para que se possa identificar locais que contenham rochas e minerais que possam indicar a possível presença de ouro. Esses materiais são chamados de satélite. Em seguida, faz-se um mapeamento geológico da área a partir da coleta de amostras. Se a resposta for positiva, perfura-se o lugar, que pode efetivamente conter ouro ou não.

O trabalho de busca pelas jazidas de ouro é chamado de prospecção e é tão importante quanto a sua efetiva extração da natureza.

Como se pôde ver, há ainda teorias divergentes sobre a formação do ouro no planeta Terra, mas o fato é que ele segue sendo um material nobre e amplamente utilizado na confecção de joias e peças de luxo, que, além de bonitas, são sempre um ótimo investimento, já que permanecem valorizadas no mercado.

Gostou de conhecer sobre o tema? Aproveite, então, a oportunidade e veja também algumas informações sobre pedras preciosas do Brasil!