O curso de ourives é uma ótima oportunidade para quem deseja trabalhar com joias preciosas. É mais comum encontrar esse profissional em joalherias, mas ele também pode atuar na indústria e até mesmo sozinho, investindo em negócio próprio. Assim, a formação profissionalizante favorece o aprendizado, o conhecimento técnico e as habilidades manuais de um bom joalheiro.

Mais que instruir sobre o manuseio de instrumentos e joias, essa capacitação ajuda o profissional a descobrir o mercado sob novas óticas. Com a teoria aplicada na prática, o joalheiro é capaz de aperfeiçoar a forma de lidar com o ouro e outros metais. O resultado é mais originalidade e precisão no tratamento das peças.

E então, quer entender mais sobre o curso de ourives e os benefícios deste investimento? Basta acompanhar este artigo e buscar a capacitação que melhor te atende. Continue lendo e fique por dentro!

O que é um ourives?

Você certamente já ouviu essa palavra, mas sabe o significado dela? Bem, um ourives é o profissional que fabrica e repara joias. No cotidiano de trabalho, aplicar técnicas em joalheria com muita habilidade manual é um fator determinante para uma boa performance.

Para acertar os procedimentos com precisão, o ouvires também precisa ser bastante perfeccionista. Isso porque joias, especialmente aquelas com pedras preciosas, são extremamente frágeis. Imagine só a dificuldade de lidar com peças minúsculas e tão delicadas assim. É preciso muita experiência e sutileza, não é mesmo?

Além de fabricar joias como o ouro e a prata, é papel deste profissional montar, ajustar, reparar, encaixar, soldar e aplicar resina em joais de todos os tipos. Embora esses trabalhos sejam mais comuns atualmente, o cargo de ourives também possui histórico de fazer prataria, travessas, taças, e itens de decoração, além dos cerimoniais ou religiosos.

Por que fazer curso de ourives?

As joalherias são as principais contratantes de ourives, já que prestam serviços básicos como ajustes e consertos de joias. Mas, seguramente, o que muitos profissionais desejam é abrir o próprio ateliê a fim de fabricar peças personalizadas, o que exige investimento em conhecimento e dinheiro. Assim, valorizar uma especialização é o caminho para otimizar o serviço e conquistar espaço no mercado.

O objetivo central é capacitar os estudantes na operação de metais preciosos, transformando-os em joias. Nem todo mundo é capaz disso; pelo contrário, cursar a teoria para aplicá-la na prática é o que diferencia um bom ourives. Afinal, o processo deve obedecer às normas e procedimentos técnicos de qualidade e segurança.

Vários cursos de ourives disponíveis no mercado ensinam os alunos a trabalhar aprofundando habilidades de manuseio de ferramentas específicas, como laminadores elétricos e manuais, tribulet, pinças, maçaricos dentre outros equipamentos de alta precisão. Ao longo das aulas, eles aprendem técnicas para trabalhar com metais nobres e pedras preciosas, que demandam atenção especial.

Mais que isso, o curso de ourives capacita o joalheiro a produzir joias artesanais a partir de chapas e fios. Para quem sonha em personalizar o serviço prestado, essa pode ser uma grande oportunidade.

Curso de profissionalização de ourives

Embora o designer de joias da joalheria idealize a peça, quem realmente executa o projeto é o ourives. Em algumas situações, ele até mesmo desenvolve o planejamento e faz serviços que pertencem a outros setores produtivos.

De forma paralela, o cravador é o responsável pela inserção de pedras preciosas e semi-preciosas na joia. Já o polidor finaliza as etapas, realizando o acabamento fino das joias. Durante todo esse processo, o papel do ourives se mostra fundamental. Sem ele, não há joia!

O curso de ourives não tem graduação superior, mas vários cursos profissionalizantes para quem deseja se especializar. No segmento, existem divisões como a cravação de pedras preciosas, a modelagem das peças, fundição, além de diferentes níveis para o curso de ourivesaria propriamente dito. Além dos procedimentos técnicos, outra vantagem dos cursos é o direcionamento a informações sobre a ourivesaria, como empresas e distribuidoras.

Com a ajuda da capacitação, os profissionais sabem mais sobre o mercado e como usar a diferenciação no tratamento aos produtos, favorecendo o surgimento de novas habilidades. Também é estudada a infraestrutura da confecção de joias e o processo de preparo, como fundir e laminar os metais.

Em qualquer cenário, o joalheiro precisa se aperfeiçoar continuamente a fim de promover originalidade ao seu trabalho. Ficou interessado? Então, clique aqui e entenda mais também sobre a venda de ouro, processo diretamente ligado à relevância da atuação joalheira.