Explosão em Beirute – Líbano

O povo Libanês sempre apreciou o Ouro e tem o metal amarelo inserido na sua cultura.

Mas infelizmente a última notícia que temos da região não tem relação com o Ouro.

Acontece que uma explosão de grandes proporções atingiu Beirute, capital do Líbano na data de ontem, 04 de Agosto de 2020.

O fato ocorreu na região portuária da cidade mas atingiu toda cidade de Beirute.

Mais de 100 pessoas morreram, milhares estão feridas e os estragos causados à cidade são inestimáveis.

Mas quais seriam as causas desta explosão?

explosão em beirute choca o mundo

Imagem da Explosão em Beirute feita por um Drone. (Foto: Hussein Malla/AP)

 

A Causa

Em um primeiro momento, especulava-se que a explosão poderia ser um atentado terrorista ou algum ataque do exército Israelense.

Muito se falou principalmente nas redes sociais e como sabemos as fake news espalharam diferentes causas para o fato.

Apesar disso, em pouco tempo as coisas foram esclarecidas.

A explosão teria acontecido em um armazém da região portuária da cidade que tinha armazenado uma grande quantidade de Nitrato de Amônio, cerca de 2.750 toneladas.

O material seria fruto de uma apreensão realizada em 2013 quando autoridades inspecionaram um navio Russo que transportava o material.

Desde então o material estava estocado em um hangar na região onde aconteceu a explosão.

 

O que é Nitrato de Amônio e a explosão

O material que explodiu em Beirute se chama Nitrato de Amônio e possui diversas aplicações como por exemplo a fabricação de fertilizantes, inseticidas, propelentes para foguetes e explosivos.

Pelo perigo de explosão, as autoridades portuárias haviam cobrado a remoção do material do hangar mas não foram atendidas.

Ao que tudo indica, a explosão se deu por uma série de fatores.

O primeiro é que o Nitrato estava armazenado de forma inadequada e há bastante tempo o que aumenta o risco de explosão deste tipo de material.

A grande quantidade de material estocado também foi um problema. Isso dificultou um cuidado adequando com o material.

Por fim, bastou um incêndio no hangar para que a tragédia acontecesse.

A explosão foi tão forte que seus efeitos foram sentidos há mais de 100km.

antes e depois da explosão em beirute líbano

Foto via satélite do antes e o depois da Explosão em Beirute. Foto: Handout/Satellite image ©2020 Maxar Technologies/AFP 

Consequências da explosão

Como dissemos, pela quantidade de material, a amplitude da explosão foi gigantesca.

Levantamentos preliminares indicam que 50% da cidade de Beirute foi destruída.

Para ser ter uma ideia, moradores da ilha Chipre que fica à 200 quilômetros da Capital sentiram os efeitos da explosão.

Uma bola de fumaça, muito parecida com explosões nucleares, se formou e logo em seguida uma onde de choque monstruosa, varreu tudo ao seu redor, destruindo carros e construções que estavam pelo caminho.

Após a explosão uma nuvem de poeira e destroços se formou.

Pessoas caídas ao solo, muitas ensanguentadas, outras em estado de choque a atordoamento em razão da força da explosão.

Um verdadeiro cenário de guerra.

As autoridades Libanesas já trabalham no levantamento real da destruição na cidade.

Em breve, teremos números oficiais da tragédia.

De qualquer forma é muito triste o que aconteceu, ainda mais neste momento em que passa o mundo por conta da pandemia do COVID-19.

Esperamos que o Governo Libanês apure todos os fatos e consiga reestruturar a cidade o mais breve possível minimizando a dor daquele povo.